Remando por São Paulo

AFP/Jose Cabezas

A expectativa que o Skate Run rena 10 mil participantes

Dez mil skatistas remando pelas ruas de São Paulo. O que, até então, poderia fazer parte apenas de sonhos e do imaginário de atletas e amantes desse esporte vai tomar forma e acontecer no dia 22 de setembro, com o Skate Run, a maior corrida de skate do mundo, que traz consigo não só o ineditismo, mas também mensagens claras e positivas por trás de sua idealização. Não é à toa, por exemplo, que o evento será realizado como parte da Virada Esportiva da cidade e na mesma data que o Dia Mundial Sem Carro.

Divulgação

As inscries foram prorrogadas at esta quarta-feira (18/9). Basta acessar o site www.skaterun.com.br

As expectativas para a corrida são as melhores possíveis. Tanto que, devido à grande repercussão e procura, as inscrições foram prorrogadas e terminam nesta quarta-feira (18/9), às 23h59. E isso tudo é resultado de uma proposta que vem sendo trabalhada há mais ou menos três anos, como contou Fernando von Oertzen, responsável pelo projeto na XYZ.

Ideia tomando forma

A ideia de promover o Skate Run surgiu há cerca de três anos e foi idealizada por Fernando Batman, um dos grandes nomes da história do skate no Brasil.

"Essa ideia surgiu há uns três ou quatro anos e, na realidade, o evento foi idealizado pelo Fernando Batman, que hoje é um empresário de sucesso. Ele queria juntar as tribos do skate e oficializar uma prova de push race. Nós fizemos um desenho do projeto e esperamos por uma oportunidade que tivesse um gancho bacana para podermos fechar as ruas de São Paulo. O projeto original levava o trajeto da corrida para o entorno do Parque do Ibirapuera.

Por coincidência, esse ano o Dia Mundial Sem Carro caía num domingo, que era uma das prerrogativas para a CET fechar a rua. Corremos atrás de fechar esse projeto nesse dia. A alteração do roteiro se deu justamente por conta da Virada Esportiva, da Maratona Pão de Açúcar, de vários eventos que vão estar rolando na cidade", conta Fernando von Oertzen.

Trajeto

Inicialmente, o trajeto do Skate Run passaria pelas ruas próximas ao Parque do Ibirapuera. Mas, por conta dos diversos eventos que já vão acontecer por lá, o percurso teve que ser alterado e vai sair da Praça Charles Miller/Estádio do Pacaembu e chegar no Memorial da América Latina, passando pelo Elevado Costa e Silva, mais conhecido como Minhocão. Oertzen defende que a mudança nos planos foi até positiva.

"O novo traçado é até melhor. Os skatistas querem um local em que eles têm espaço para andar. E o Minhocão se apresenta como uma das possibilidades. Lá tem bastante espaço. Isso pensando em um roteiro que pudesse ser repetido a cada ano, que pudesse entrar no calendário de São Paulo, que fosse uma logística operacional". 

Conceito

O Skate Run envolve muito mais que uma corrida nas ruas de São Paulo. Há todo um conceito por trás do projeto, que leva em consideração, principalmente, a evolução do skate e a alternativa que o esporte traz para o caos da cidade.

"O skate evoluiu muito nos últimos anos, principalmente com a forte presença dos longboards, o que viabilizou a presença de um público adolescente e feminino. Hoje, os skatistas têm que compartilhar o espaço. Essa evolução e essa aderência de um novo público, inclusive de filhos de ex-skatistas, vão mobilizar várias gerações juntas, num momento de caos no trânsito de São Paulo e num momento em que o skate é uma alternativa de transporte", considera Fernando.

Importância e Ineditismo

O evento traz consigo diversos aspectos inéditos, entre eles, é claro, o fato de ser a primeira corrida de longo percurso de nível nacional da modalidade. Carrega também uma mensagem que tem sido cada vez mais frequente e importante nos dias atuais: a de que o skate tem atingido cada vez mais um público mais abrangente e variado e de que o esporte se tornou uma opção de mobilidade em São Paulo e no Brasil. Por esses e outros motivos, o Skate Run será realizado dentro da Virada Esportiva da cidade e na mesma data que o Dia Mundial Sem Carro.

"Eles catalizam e fortalecem o evento. A Virada Esportiva é um evento extremamente democrático. E o fato de ser Dia Mundial Sem Carro vai trazer uma vitrine maior para o skate como alternativa de mobilidade.

Divulgação

O Skate Run acontece em So Paulo no dia 22 de setembro

Além disso, vai fazer com que várias tribos se reúnam, desde skatistas aficionados, que vão competir no batalhão de elite, um grande números de amadores, já que são mais de 600 inscritos nessa categoria. E é uma possibilidade de revelar um novo talento. Isso também é um outro ponto importante. Criar novos talentos, abrir oportunidades para uma nova modalidade", considera Oertzen.

"Por ser um evento inédito e único, temos uma grande oportunidade do Brasil realizar o primeiro evento nessa modalidade e nessa magnitude. Vamos ter um grande gancho. Inclusive, um dos nossos objetivos é bater o recorde do Guinness Book, que aconteceu em Venice Beach [498 participantes de reuniram na ocasião]. A ideia é que o evento se torne um grande dia de lazer, de confraternização, com a família andando junto", finaliza Fernando.

O vencedor do Skate Run, além de levar a premiação em dinheiro, também ganha uma viagem para Foz do Iguaçu no ano que vem para acompanhar os X Games Foz do Iguaçu. 

SERVIÇO

Evento: Skate Run

Local: Praça Charles Miller

Data: 22/09

Horário: a partir das 09h30

Inscrições: www.skaterun.com.br